A SIMULAÇÃO DO INSS É CONFIÁVEL?

  • 18 de Outubro de 2021

 Caso você tenha acesso ao MEU INSS com certeza já se deparou com a opção “Simulador de Aposentadoria”. Fique muito atento aos dados obtidos através dessa simulação do INSS.

Para fazer essa simulação o INSS utiliza o CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais). O CNIS é um dos documentos mais importantes para o segurado. É nele que constam todas as informações de contribuições, recebimento de benefícios previdenciários, relação de salários de contribuintes, entre outros dados importantes.

Na maioria dos casos o CNIS está incompleto. Um dos erros mais recorrentes é a falta de vínculos empregatícios. Ou seja, o segurado trabalhou em algum local de maneira registrada, porém o INSS não incluiu esse vínculo no CNIS. Assim este período que não está no CNIS não está sendo calculado pelo “Simulador do INSS”.

Um exemplo do que acontece é o segurado ter 30 anos de contribuição, mas o INSS só está considerando 28 anos. O que acaba prejudicando uma possível aposentadoria. Diante disso, é essencial fazer uma análise detalhada, confrontando o CNIS com os documentos que o segurado possui. E, caso haja algum erro é necessário fazer atualização do extrato previdenciário.

Direito Previdenciário

por SUELEN CRISTINA DE OLIVEIRA OAB/SC 61.012